" Aprendi que eu não posso exigir o amor de ninguém, posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e ter paciência, para que a vida faça o resto. Aprendi que não importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que não dá a mínima e eu jamais conseguirei convencê-las. Aprendi que posso passar anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos. Que posso usar o meu charme por apenas 15 minutos, depois disso, preciso saber do que estou falando. Eu aprendi que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida. Que por mais que se corte uma pão em fatias, esse pão continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo o que cortamos em nosso caminho. Aprendi que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser, e devo ter paciência. Mas, aprendi também que posso ir além dos limites que eu próprio coloquei. "

(Fonte: cracked.com, via universidadedohumor)

(Fonte: jeeviaz, via hora-de-aventura)

" Nunca tive medo de ser ridícula. Acho até atraente quem não tem esse medo. As mulheres ainda são vistas como objetos por grande parte da mídia. Elas querem ser reconhecidas pela beleza, pelo corpo e, por causa, disso algumas esquecem de ser engraçadas. "
" Que me perdoem o linguajar, mas que vidinha filha da puta. Tudo bem, a vida é linda e essas coisas boas, mas tem dia que ela faz a gente de palhaço. E a gente acaba sendo. "
" Que a vontade de ser feliz, seja maior que o medo de se machucar de novo. "